Proteja o que é seu com um Rastreador!

Faça já uma cotação e receba várias propostas com os melhores preços do mercado!

Proteção veicular x seguro automotivo

Veja em nossas dicas o que compensa mais para você contratar: proteção veicular x seguro automotivo.

Na hora de proteger o veículo as pessoas estão sempre em busca de alternativas que lhe garantam tranquilidade e também sejam interessantes financeiramente.

Uma das formas mais comuns de se conseguir isso é fazer um seguro auto, porém, recentemente surgiu também o serviço de proteção veicular, algo que tem atraído algumas pessoas.

O fato de possuir menos burocracia e ser mais barato tem feito deste último uma escolha quase óbvia, mas será a melhor? Veja mais a seguir.

Proteção veicular x seguro automotivo

Imagem: Getty Images

O que contratar: proteção veicular x seguro automotivo

Conheça o que a proteção veicular e o seguro automotivo oferecem, então, compare e contrate o melhor.

Seguro auto

O seguro auto é feito por meio de uma seguradora credenciada junto a Superintendência de Seguros Privados (Susep), sendo que a empresa precisa cumprir alguns critérios para poder prestar esse serviço.

Para ter a possibilidade de aderir ao seguro é preciso que o carro passe por uma vistoria, além de necessitar de uma apólice especificando as coberturas e valores, sendo que esta precisa ser aprovada pela seguradora.

Depois de aprovada é feito o pagamento da primeira parcela e, com isso,  já é possível garantir que o carro estará protegido de acordo com o que está descrito na apólice do veículo.

O valor a ser pago pelo contratante se refere a diversas características próprias, tanto em relação a pessoa quanto ao veículo.

Perguntas como idade e gênero são importantes para traçar o perfil daquele que busca firmar um contrato.

Por outro lado, o modelo do carro pode revelar a possibilidade de ser visado por bandidos.

Questionamentos como estes auxiliam a determinar, com embasamento estatístico, qual o valor deve ser cobrado por uma apólice.

Deste rápido estudo, surge a franquia, que o valor a ser pago caso o veículo venha a sofrer um sinistro.

Nesse texto você pode ainda entender a diferença entre o seguro e o rastreador de carro.

Proteção veicular

Esse novo serviço que surgiu é bem diferente de um seguro porque é oferecido por uma associação de pessoas que pagam um valor todos os meses e dessa forma juntam um fundo para quando algum de seus integrantes passar por problemas com o carro.

Nesse caso, a adesão costuma ser bem mais simples e os valores cobrados são menores, isso porque não existe a intensão de lucro. Os sinistros cobertos, como roubo, furto e colisões, são praticamente os mesmos de um seguro automotivo.

Porém é preciso ficar atento! Esse tipo de serviço não é cadastrado na Superintendência de Seguros Privados (Susep), o que não lhe garante nenhuma credibilidade ou segurança de pagamento no caso de sinistros.

Além disso, não existe nenhuma informação do que ocorre quando esse fundo reserva não possui dinheiro suficiente para cobrir os danos ao veículo, logo, o consumidor pode ficar na mão.

Quais as diferenças entre a proteção veicular e o seguro automotivo?

Agora que você já conhece um pouco sobre proteção veicular x seguro automotivo, entenda as diferenças existentes entre os dois. Selecionamos as principais e mais importantes para os clientes:

Será que vale a pena optar em contratar um seguro auto com peças usadas? Descubra aqui!

– Adesão

  • Proteção veicular: a adesão é mais facilitada e você já sai com a proteção valendo, após a assinatura, o laudo da inspeção realizada no veículo e o pagamento da taxa.
  • Seguro: o carro passa por uma vistoria, o cliente assina a apólice e aguarda a seguradora aprovar. Somente após a aprovação é que ele pagará a primeira parcela e estará pronto para começar a usar o seguro do carro.

Fique atento, pois no caso da proteção veicular, você não assina uma apólice, o que desfavorece a sua segurança.

– Não pagamento de uma ou mais parcelas

  • Proteção veicular: você conta com alguns dias de “carência”, quando há atraso, sem perder a proteção.
  • Seguro: se precisar acionar o seguro e houver falta de pagamento das parcelas, a cobertura será negada desde o primeiro dia de atraso.

– Pagamento de um sinistro

  • Proteção veicular: as cooperativas dependem do quanto possuem em caixa, ou seja, a garantia é com base no pagamento das mensalidades dos cooperados dentro do mês em que ocorreu o sinistro.
  • Seguro: as seguradoras oferecem total garantia de pagamento da indenização, já que são obrigadas, conforme assinado na apólice do seguro.

– Lucro

  • Proteção veicular: trata-se de uma associação que não visa lucro para que haja funcionamento, mas existe apenas para cumprir com as necessidades de seus associados.
  • Seguro: está ligado a uma operadora que busca lucro perante a garantia de que seus clientes recebam por aquilo que pagaram, quando houver algum sinistro.

– Apólice

  • Proteção veicular: não há necessidade do uso de uma apólice nesta categoria. Para que haja acordo entre as partes é firmado um contrato de responsabilidade mútua.
  • Seguro: as operadoras garantem a seus clientes que tudo aquilo aceito em apólice, assinado pelo contratante e pago pela obtenção de direitos, se faça valer, logo, a segurado assume os riscos.

– Determinação de valores

  • Proteção veicular: os valores a serem pagos pela segurança neste caso têm como base o montante referente ao veículo e que conste na tabela FIPE.
  • Seguro: para que seja determinado um valor a ser pago na contratação do serviço, várias características precisam ser apresentadas, tanto da pessoa do cliente, quanto do veículo que necessita de segurança.

– Pagamento do serviço

  • Proteção veicular: os associados precisam pagar cotas mensais que servem para gerar caixa em caso de algum sinistro.
  • Seguro: uma cota com valor total é estipulada, porém o cliente pode parcelar o montante.

Portanto, você precisa considerar se o barato não vai sair caro quando precisar. Lembre-se que as seguradoras seguem as exigências impostas pela Susep, que é o órgão protetor do mercado de seguros.

Conclusão

Apesar do serviço de proteção veicular parecer bem mais interessante financeiramente, uma vez que garante as mesmas coberturas que um seguro por um preço menor, na verdade ele pode ser uma verdadeira armadilha.

Por isso, antes de sair contratando qualquer proteção para o seu veículo sempre se certifique de que ela é cadastrada nos órgãos responsáveis e que passa por fiscalizações.

Dessa forma você tem uma segurança a mais em relação ao produto que está adquirindo.

Aproveite e contrate um rastreador veicular sem sair de casa e garanta o menor preço na proteção do seu carro.

Outra dicas são: sempre buscar referências com pessoas que já utilizam o serviço para ter uma segunda opinião, pesquisar bastante sobre a empresa ou associação, conversar com os profissionais aptos para atendimento e sanar todas as suas dúvidas, comparar as propostas, seja de proteção veicular x seguro automotivo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Pular para a barra de ferramentas